Minha relação com datas comemorativas nunca foi a das melhores…

Mensagens-para-o-dia-dos-pais-12

Nunca fui muito a favor dessa ditadura de datas comemorativas. Não é papo de mal amada, mal humorada, mal comida… eu simplesmente não concordo em ter uma data específica para comemorar algo ou alguém.

Dia dos pais, das mães, das avós, dos avôs, tios e tias, amigos… pra que? Comércio, gastar dinheiro, dar valor no dia e dia seguinte já soltar as verdades… é isso que eu penso sobre essas datas.

Fora o fato de, principalmente datas de pai e mãe, as pessoas que não tem mais seus entes queridos sentirem-se mais tristes e sofrerem com as lembranças. Acho que estipular uma data é o mesmo que apenas dar valor no dia e após a morte. Pode parecer exagero de minha parte mas é o que eu penso.

Eu por exemplo, não tenho meu pai e fiz minha mãe sair da casa dela pra passar o dia comigo pois me senti muito pressionada quando abri o Facebook e vi aquela quantidade de fotos e amor paterno. É isso que acontece! Pressão emocional, queda de cabelo, roer unhas, colocar música triste no YouTube ou…escrever no blog.

Mas já que essas datas existem por que não tornarem-se feriados? Tem que ser logo num domingo?!

Você é o que você…

Não tem aquele programa americano “Você é o que você come” ? Hoje cheguei a conclusão de que somos o que achamos que somos e que quanto mais pensamos negativos mais atraímos negatividade.

Dia cansativo, pouco produtivo…fiquei pensando em tantas coisas externas que mal me concentrei no meu ganha pão. O ser humano é muito complicado! mas moro em apartamento e não posso ter um cachorro pra me fazer ter certeza de que eles são a melhor companhia…

Relacionamentos são complicados, trabalho é complicado, viver é complicado. Esse pessoal que fala sobre viver com tranquilidade só pode ter vindo de Marte porque aqui meu amigo…é tenso.

às vezes acho que eu sou o problema…em outras quero dar um chute no mundo e viver bem egoísta mas aí me lembro que ninguém vive sozinho… não sei lidar com essa pressão do mundo de ter que fingir que não sentimos nada. EU SINTO!

Sinto amor, raiva, fome (muitaa), sono, desânimo… porque fingirmos que estamos sempre bem? Porque temos que esconder nossos sentimentos? Sentimento foi feito pra ser sentido e eu quero sentir.

Se tem uma coisa que me deixa irritada é me impedirem de viver…seja o que for!

Insatisfação vem de fora ou vem de dentro?

Hoje eu estava conversando com um amigo que está bastante infeliz com a vida dele tanto pessoal quanto profissional. Não julgo afinal de contas quem nunca esteve nessa situação?

Mas o que eu fico me perguntando é: se quando estamos assim realmente procuramos fazer algo para melhorar? Eu, por exemplo, estou me achando gorda, feia, esquisita mas ao invés de fazer dieta eu fui comer arroz com ovo e salsicha (essa hora o que me faz crer que tudo isso irá se transformar em placas gordurosas na minha cintura)… então podemos entender que a nossa vida só está uma merda porque nós também não procuramos fazer nada para mudar isso!

Eu queria ter falado isso pra ele mas não falei. A gente tenta manter o mínimo do amor próximo antes de jogar todas as verdades nuas e cruas na cara da pessoa…as palavras doem muito de vez enquanto. Mas queria falar “porque você não faz algo ao invés de reclamar todo dia? procura outro emprego, faz uma viagem, faz o que você quiser só para de reclamar”

Mas não falei…

E eu deveria…

Mas me senti envergonhada em dar uma lição que eu mesma não uso pra minha vida.

 

Aliás…vou procurar uma academia amanhã mesmo!

Ahhhhhh!!!

blabla

Mas que coisa chata é essa de não podermos falar o que penamos? Tudo bem que as vezes é melhor ficarmos calados do que desencadear a 3ª Guerra Mundial mas por outro lado, ficar entalado com nossas opiniões as vezes é algo irritante demais.

E o ouvir? Ah! Esse então eu acho mais difícil que falar. Por que nem sempre – ou quase sempre – não queremos ouvir é nada. É tanta gente querendo opinar, saber mais, entender mais…que eu acabo me irritando e prefiro viver no meu mundo submerso em internet, spotify e biscoito cheetos de requeijão. Não sou fitness, sou feliz! E que me perdoem a geração saúde.. não sou contra a nada só disse que gosto de comer. Tá vendo? Falar só gera problema!

Outro dia eu fiquei reparando nas pessoas enquanto voltava do trabalho. Moro no Rio de Janeiro então o trajeto se torna extremamente interessante dentro dos ônibus e trens da vida. Quando resolvo voltar de ônibus é ainda melhor porque demora mais e posso enriquecer-me de figuras maravilhosas e entender mais ainda porque eu gosto tanto dos animais.

Eu acredito que isso seja um mal do povo brasileiro. É uma amizade que surge em menos de 5 minutos de conversa. Você leva muito mais tempo tentando fingir pro boy que você não está nem aí pra ele do que pra contar toda a sua vida e ganhar uma amizade eterna dentro do 692, por exemplo.

Família, trabalho, casos amorosos e por fim um “Vai com Deus”. Mas ninguém troca telefone, e-mail, não marcam uma gelada pra depois de amanhã… Como assim? É como se você transasse com o cara mais gato da boate e ele nem pedisse seu whatsapp depois.. cadê a educação? Afinal de contas, naquele meio tempo você contou para um total estranho toda a sua vida e se ele ou ela quiser poderá tranquilamente aparecer na sua casa pra te sequestrar, roubar ou tomar um café.

Sinceramente eu me sinto meio invadida com aqueles olhares tentando iniciar um diálogo. Esperem! Deixem que eu me sinta plenamente a vontade pra retribuir com uma levantadinha de sobrancelhas… não me pressionem a ser simpática.

Taí uma coisa que eu nunca fui muito: simpática. E não é falta de educação…eu simplesmente não consigo chegar nos lugares sorrindo e abraçando todo mundo…eu levo um tempo, longo..! Acho legal porém quando excessivo tenho vontade de esganar a pessoa e mandar ela assistir meia hora do Programa da Sabrina no volume máximo…

Enfim, porque falei tudo isso sem sentido algum ? Porque é pra falar! Porque aqui é pra falar o que faz e o que não faz sentido… gosto de desabafar com estranhos… mas estranhos virtuais. Se me encontrarem no ônibus nada de me forçarem contato!